Maçonaria no Paraná

Início da Maçonaria no Paraná.

É gloriosa a tradição maçônica no Paraná. Pouco tempo após a proclamação da Independência do Brasil (07 de Setembro de 1822), quando ainda a Comarca de Curitiba pertencia à Província de São Paulo, já se fundava em Paranaguá a Loja União Paranaguense (23 da Março de 1837) e em Curitiba era fundada a Loja Fraternidade Coritibana (01 de Abril de 1845) e em 15 de Junho de 1847, em Morretes surge a Loja Conciliação Morreteana.

Em 1851 foi fundada a Loja Philantrophia Guarapuavana no oriente de Guarapuava, oficina maçônica que já completou seu sesquicentenário e constitui-se na única loja com esta idade funcionando normalmente em seus dias atuais.

Em 29 de Agosto de 1853, pela Lei n.º 704, o Imperador D. Pedro II eleva a Comarca de Curitiba à categoria de Província, com o título de Província do Paraná. Então, a partir dessa data, como Unidade Territorial, surgiram outras Lojas Maçônicas, entre elas a Fraternidade Paranaguense, em 01 de Fevereiro de 1860, com o n.º 137 e desta surgiu a Loja Perseverança, fundada em 05 de Maio de 1864 sendo regularizada em 14 de Junho do mesmo ano. A "Loja Perseverança" foi a primeira instituição no Paraná a se empenhar na luta pela abolição da escravatura e pela libertação de escravos. Esta Loja permanece em plena atividade até os dias de hoje. A partir de então, muitas outras Lojas foram fundadas. Hoje, O Grande Oriente Brasil - Paraná conta com mais de 100 Lojas Maçônicas e mais de 3.000 maçons ativos.

Fonte: http://gob-pr.org.br/site/index.php?option=com_content&view=article&id=33&Itemid=96